Obá

Arquétipo da feminilidade viril, símbolo da mulher valorosa e aguerrida. Traz em si força física e disposição para a defesa, instinto básico da conservação. Sua cor é o vermelho, seu dia o domingo.

Obá vira rio

Obá era a esposa mais velha de Xangô; Oxun a esposa mais nova.

Obá imitava Oxun em tudo. As duas disputavam o amor do Rei; na cozinha competiam para agradar Xangô. Oxun não gostava de ver seus quitutes copiados por Obá, e resolveu aprontar-​lhe uma peça.

Convidou um dia Obá a ir a sua casa e a recebeu com um pano na cabeça, amarrado sobre as orelhas. Mostrou a Obá um alguidar com uma sopa, na qual boiavam dois saborosos cogumelos. Oxum disse que aquelas eram as suas orelhas, que as tinha utilizado para preparar um prato incomparável para o marido, mas que isto teria de ser mantido em segredo.

Logo Xangô se deliciou com o prato, teceu os maiores elogios a Oxum. Obá quase morreu de tanto ciúme.

Na semana seguinte, lá foi Obá preparar a iguaria para o marido. Cortou fora uma das orelhas e levou-​a ao fogo.

Xangô, quando viu a orelha em seu prato, deu de ter ânsia de vômito, horrorizado. Jogou tudo no chão e fez menção de bater na esposa. Nisto chega Oxun, com as orelhas intactas. Foi só ver a oponente para Obá entender tudo. Envergonhada e furiosa, avançou sobre a oponente. As duas se puseram a brigar ferozmente.

Xangô, enfurecido e cansado de tanta discórdia entre as suas mulheres, interferiu. As duas mulheres saíram correndo para fugir da cólera do marido, que lançou raios contra elas. As duas não pararam de correr, até que viraram cada uma um rio: o rio Oxun e o rio Obá.

Fato é que no lugar onde os dois rios se encontram a correnteza é feroz. São as águas dos dois rios que ainda hoje disputam o mesmo leito.

facebook logo pinterest twitter instagram youtube vimeo logo grunge peq logo folhadosanto preto textonly peq

© Copyright DoSanto, 20052017 — Todos os direitos reservados ®.

All Rights Reserved.