Euá

Euá é orixá de beleza e mistério, hábil caçadora, relacionada à mata, à água e ao ar. É a deusa dos rios e lagoas, do céu cor-​de-​rosa, das florestas inexploradas. Seus símbolos são o ofá dourado, lança ou arpão, cabaça enfeitada com palha da costa, e espada. De Orunmilà recebeu o dom da vidência. É o horizonte, o encontro do céu com a terra, do céu com o mar. Vive nas fontes e nascentes. É a névoa. Também é a névoa dos cemitérios, e lá está. Seu dia é o sábado, suas cores o vermelho, o coral e o rosa.

Euá mata a sede dos filhos

Euá era filha de Nanã, irmã de Obaluaiê, Oxumarê e Ossayin.

Ela tinha dois filhos, que sustentava com a lenha que recolhia na floresta e vendia no mercado. Um dia, Euá estava na floresta com os dois filhos e se perdeu. Vagaram muito, mas não conseguiram achar o caminho de volta. As duas crianças sofreram de fome, sede e cansaço, e Euá sofria dor de mãe.

As crianças já não conseguiam andar e pediam água à mãe. Os filhos morriam de sede e Euá estava desesperada. Euá pediu aos orixás ajuda. Deitou-​se junto dos filhos, já fracos, e ali onde estava, transformou-​se em uma nascente de água fresca e cristalina. Euá virou uma mina d’água, e as crianças beberam e mataram sua sede.

A fonte continuou jorrando, as águas formaram uma lagoa e a lagoa formou um rio.

Euá é o orixá das fontes.

facebook logo pinterest twitter instagram youtube vimeo logo grunge peq logo folhadosanto preto textonly peq

© Copyright DoSanto, 20052017 — Todos os direitos reservados ®.

All Rights Reserved.