Odara — Divina Beleza

Houve um tempo em que não havia separação entre o Òrun, o Reino dos Orixás, e o Aiê, a Terra dos Homens. Orixás e homens viviam juntos entre um e outro lugar.

Até que um dia um ser humano tocou o Òrun com as mãos sujas e conspurcou o reino dos Orixás…

Oxalá, o grande orixá, que adora o branco, foi reclamar com Olorun, o Deus Supremo, Senhor Onipresente da Criação, e Olorun, enfurecido com a displicência dos homens, soprou seu hálito divino e criou o Sanmo, o Céu, separando Òrun e Aiê. Orixás e homens já não podiam ir e vir.

As divindades entristeceram, de saudade dos homens, e foram falar com Olorun, que ouviu as divinas queixas. Olorun acabou por consentir que, de quando em vez, os orixás voltassem à Terra, com uma condição: teriam de usar o corpo material de seus filhos devotos.

Oxum, orixá de beleza e formosura, foi encarregada por Olorun de preparar os mortais para receberem os orixás. Fez oferendas a Exu para afastar os problemas na execução de sua tarefa. Veio ao Aiê, banhou o corpo das devotas com ervas especiais, cortou seus cabelos, raspou suas cabeças. Pintou as cabeças com pintinhas brancas, assim como são as penas de Etu, a galinha-d’angola. Vestiu-​as com belos panos, e grandes laços, enfeitou-​as com jóias e coroas.

Ornou ainda a cabeça com o ecodidé, a sagrada pena vermelha de edidé, papagaio-​da-​costa.

Nas mãos, colocou as ferramentas das divindades: espelhos, espadas, cetros. E nos braços pulseiras e braçadeiras.

Preparou ainda mais as cabeças, com seus segredos, para atrair o orixá à cabeça da iniciada. Assim a divindade não se enganaria em seu retorno ao Aiê, o mundo dos homens.

As iaôs, as devotas iniciadas, estavam prontas e, nas palavras de Oxum, odara, lindas, as mais bonitas.

Os humanos fizeram oferendas aos Orixás, convidando-​os a virem à terra, nos corpos das iaôs. Então, os orixás vieram e tomaram suas devotas, enquanto os homens tocavam os tambores, vibravam os chocalhos, batiam os agogôs, cantavam, batiam palmas e davam vivas à volta dos orixás.

facebook logo pinterest twitter instagram youtube vimeo logo grunge peq logo folhadosanto preto textonly peq

© Copyright DoSanto, 20052017 — Todos os direitos reservados ®.

All Rights Reserved.