Uma vila africana onde as casas se transformam em obras de arte

Jornal “O Globo”

RIO — Lembra-se quando você era pequeno e seus pais diziam para não rabiscar as paredes? É porque você não nasceu na pequena vila chamada Tiébélé, no oeste da África. Nesta comunidade, que fica próxima a Gana, os moradores decoram suas casas com pinturas nas paredes de barro, misturando cultura, arte e design.

A comunidade tem uma área de 1,2 hectares e ali vive, praticamente isolado do mundo, o povo Kassena, um dos mais antigos grupos étnicos da região. Portanto, mais do que enfeitar, pintar é uma forma que eles encontraram de imprimir a sua cultura.

Segundo o site When on Earth, as pinturas são feitas pelas mulheres da vila, uma vez por ano. Quando isso acontece, é um grande evento. Além da parte visual e cultural, a tinta e o verniz ajudam a proteger a casa contra a chuva. Mas não são meros desenhos. Cada um tem seu significado e cada casa, um padrão, o que confere a identidade de quem a habita — apesar de que algumas são mausoléus, onde ficam apenas cadáveres.

Tiebele_Gana
Os desenhos têm significados e personalizam as casas, embora algumas sejam habitadas por cadáveres – Rita Willaert

A fotógrafa Rita Willaert e o blog Leblogabobo são dois exemplos dos poucos que conseguiram contato com a vila. De acordo com o blog, os interiores das casas são mais simples, com portas e janelas pequenas e poucos utensílios, como potes e braseiros na cozinha.